Resenha: Matando Borboletas

download

Livro: Matando Borboletas;

Autora: M. Anjelais;

Número de Páginas: 224;

Editora: Verus;

Avaliação: ★★★★★

Oi gente! Como vocês estão?
No post de hoje vim compartilhar com vocês a resenha do livro Matando Borboletas, escrito por M. Anjelais, de apenas 20 anos, e publicado pela editora Verus. Confesso que o que me chamou a atenção para a leitura foi a sinopse e a belíssima capa. Sarah sempre foi uma menina solitária até que encontra Leigh. Elas se tornam melhores amigas e no aniversário de Sarah de 7 anos as duas fazem em uma cabana de lençol um pacto de irmãs de sangue, onde traçam os planos de seus futuros. Leigh quer ter duas casas, uma nos Eua e outra na Inglaterra e quer ter um filho. Já Sarah quer ter uma casa nos Eua e quer ter uma filha. O que as faz desejar que o casal se case. Anos depois, ambas realizam seus planos. Leigh tem Cadence e Sara tem Sphinx. No entanto, desde sua infância Cadence apresenta atitudes não comuns como quando matou uma borboleta e o auge, quando cortou Sphinx no rosto com uma faca. Como consequência desse acontecimento, Leigh vende sua casa nos Eua e se muda para a Inglaterra, mas apesar das crianças terem se afastado as amigas continuam em contato pelo telefone. Um dia, Leigh desabafa com Sarah que Cadence tem uma doença terminal e demonstrou seu desejo de rever Sphinx, o que fez com que as duas viajassem para Londres. Os momentos de Sphinx com Cadence, ambos já com dezesseis anos, são os que deixam o leitor mais aflito e ávido por continuar e ver o que acontecerá, pois, além da doença o mesmo recebeu um diagnóstico de seu terapeutas de que ele é sociopata, fato este que explica os comportamentos dele desde a infância. Cadence é brilhante em tudo que faz, mas por outro lado, é frio, não demonstra nenhum tipo de emoção, agressivo e consegue exercer controle sobre as pessoas, principalmente sua mãe e Sphinx, a quem propõe uma escolha difícil que por vezes ela pensa em aceitar. A leitura é rápida devido não só a linguagem simples e clara mas também a trama intrigante e envolvente, diferente de todos os romances que já li, sendo a narrativa sob o ponto de vista de Sphinx. Considero que as atitudes da mesma, dos seus pais e da mãe de Cadence são irresponsáveis e fiquei com raiva e frustrada na maior parte, mas recomendo por expor um transtorno da mente humana pouco conhecido e que afeta os relacionamentos de forma tão perturbadora.

O que acharam? Alguém já leu ou ficou curioso para ler? Contem pra gente 😉

Anúncios

4 thoughts on “Resenha: Matando Borboletas

  1. Me pareceu bem dramático!
    Eu gosto de assuntos como sociopatia (não me entenda mal, rs). Talvez, se isso for mais explorado no livro, meu interesse aumenta. No sentido de mostrar mais os comportamento de Cadence. (Já leu Precisamos Falar Sobre o Kevin?)

    beijos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s