Resenha Os dois mundos de Astrid Jones

1219-20150518114554

Livro: Os dois mundos de Astrid Jones;

Autora: A. S. King;

Número de Páginas: 288;

Editora: Gutenberg;

Avaliação: ★★★★

Oi gente! Como vocês estão?
No post de hoje vim compartilhar com vocês a resenha do livro Os dois mundos de Astrid Jones escrito pela autora norte-americana A. S. King e publicado pela editora Gutenberg. A história gira em torno de Astrid, que vive em uma cidade do interior intitulada Unit Valley, tem 17 anos e está no último ano do ensino médio, sendo a editora da revista literária e assídua na aula de filosofia. Tem dois amigos, Justin e Kristina que a fazem guardar um grande segredo. Vive com sua mãe, que não demonstra afeto por ela, seu pai, que está chapado com frequência para fugir de seus problemas pessoais e sua irmã Ellis, de quem é mais próxima. Um dos hábitos de Astrid que inclusive está estampado na capa do livro é o fato de ela gostar de olhar os aviões e enviar amor para os passageiros. Em alguns trechos há relatos da vida de algum passageiro em específico que conta o que está acontecendo no momento em que recebe o amor. No começo pode parecer confuso mas depois você percebe que há conexão dos problemas deles com os dela. Narrado em primeira pessoa, o livro é reflexivo, tendo como grande questão nos mostrar que devemos viver nossas vidas sem se preocupar com o que os outros vão falar, suas reações, não deixar que criem rótulos, afinal ninguém é perfeito. Outro ponto positivo é como a autora trata a sexualidade de Astrid, o medo da descoberta, a incerteza, a autoaceitação. O que me incentivou a ler o livro foi a capa, a indicação de John Green e os muitos prêmios e indicações que recebeu. Contudo, me surpreendi positivamente com a minha primeira experiência de um romance gay e com o desfecho de temas tão delicados com leveza.

Alguém já leu ou ficou curioso para ler? Contem pra gente 😉

Anúncios

2 thoughts on “Resenha Os dois mundos de Astrid Jones

  1. Nunca tinha ouvido falar. Atualmente, estou com um pé atrás para leituras em que a personagem central é ainda adolescente porque, na maioria das vezes, acaba fugindo um pouco da minha realidade. Porém, as reflexões costumam ser sempre válidas.

    1. Eu te entendo. Também fico com um pé atrás e às vezes acabo abandonando o livro quando não tem nada na história com que me identifique, mas confesso que adoro livros reflexivos e que tratam de assuntos delicados.
      Beijos Lari

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s