Long Live the Royals: contraste de gerações na nova minissérie do Cartoon Network

ORBIEqrmvFY.market_maxres

 

E aí pessoal? Tudo certo com vocês? Hoje eu trouxe para o blog uma dica de animação leve, rápida de assistir e bem divertida que descobri neste fim de semana e que é mais um produto do canal Cartoon Network.

De modo geral, na televisão, existem animações para encantar, para ensinar, entreter e divertir. E o canal estadunidense Cartoon Network com certeza sabe explorar cada uma dessas opções sem perder qualidade ou público. A nova minissérie do canal é a prova disso: criada por Sean Szeles e idealizada com apenas 5 episódios,  ela é voltada apenas para divertir o público, sem grandes pretensões. Assim, Long Live the Royals traz situações cômicas e simples do dia a dia de uma família real um pouco incomum.

long-live-the-royals

O maior diferencial da animação é, sem dúvida, sua ambientação. A família real britânica que intitula a série mora em uma vila medieval situada nos nossos anos atuais e oscila entre costumes típicos da nossa sociedade misturados com padrões medievais de comportamento e punições, por exemplo. Assim acompanhamos na minissérie um pouco da vida do Rei Rufus e da Rainha Eleanor, e seus filhos Peter, Rosalind e Alex em situações cômicas que envolvem: rebeldia adolescente, sonhos infantis e muita confusão com uma família que não respeita os próprios costumes da realeza e da alta vida em sociedade.

1026083-longlivetheroyals002prexclusive2

Essa mistura de duas épocas diferentes dá um toque especial na série, principalmente quando, por exemplo, em meio à luta com seres mágicos, bruxos e cavaleiros, alguém tira uma foto com o Iphone ou reclama que está sem sinal de internet. O mesmo vale para a comunicação: em um dos episódios Rosalind, a filha do rei, manda uma mensagem de celular para o namorado e recebe a resposta de volta por meio de um pombo correio. São diversas situações nos poucos 5 episódios (4 oficialmente + um piloto de teste) para divertir e fazer contrastes de realidades de forma criativa e eficaz.

A minissérie é a terceira produzida pelo canal, que já trouxe O Segredo Além do Jardim e Stakes, minissérie baseada na personagem Marceline, de A Hora da Aventura.

Espero que tenham gostado da dica e se tiverem alguma animação para nos indicar eu adoraria conhecer também! Deixe nos comentários suas recomendações que prometo assistir (caso eu ainda não conheça).

tumblr_nypbpfmWXG1t5773qo1_1280

Lumberjanes: Lições de amizade e muito mistério em uma premiada série em quadrinhos

960

Olá pessoal! Tudo certo com vocês? Em meio às minhas leituras de férias eu retomei uma HQ que havia começado a ler em 2015, porém não prossegui além da 5ª edição na época. Colocando em dia a leitura, descobri que Lumberjanes é uma série em quadrinhos divertidíssima e cheia de estilo para quem gosta de aventuras, por isso resolvi passar aqui para compartilhar um pouco da experiência com vocês.

A história das 22 edições até agora publicadas se passa em um acampamento de verão no meio da floresta e traz cinco amigas na fraternidade conhecida como Lumberjanes. Entre acampar, adquirir instintos de sobrevivência e viver um pouco em meio à natureza, April, Riplay, Jo, Molly, Mal e a instrutora Jen acabam presenciando acontecimentos sobrenaturais ao redor do acampamento que as deixam (e ao leitor também) muito confusas em relação ao que está acontecendo ali. Monstros, dinossauros, mulheres que se transformam em ursos são apenas alguns dos elementos surpresa que aparecem nas primeiras histórias e nos deixam perguntando: afinal, qual a ligação disso tudo com as meninas? É preciso ter paciência e chegar até a sétima edição (o que é uma tarefa fácil, pois a leitura é bem rápida), para começar a descobrir os mistérios por trás dos acontecimentos.

Lumberjanes

A série é uma mistura de Três Espiãs Demais e Gravity Falls e, até agora, foram ao todo quatro tramas gerais nas 22 edições: Na primeira parte, da #1 a #8, temos as garotas em meio a um conflito entre os deuses Ártemis e Apolo, que tentam conquistar o poder de seu pai, Zeus. Na segunda parte, #10 a #12, há uma história paralela que dá destaque ao casal Molly e Mal e, a partir da #14, temos a parte da história que mais revela os mistérios e o passado do acampamento até agora, onde as garotas encontram uma caçadora de seres sobrenaturais, Abigail, que representa uma ameaça para os seres mágicos e os humanos. As edições #18, #19 e 20# focam em uma obsessão de April por sereias que ela conhece no lago (até então, a trama menos interessante das 22 edições).

lumberjanes3

A ilustração das edições é muito interessante e é feita por duas ilustradoras diferentes (o que causa certo espanto quando chegamos na edição #10 e o visual das personagens muda), são elas: Brooke Allen e  Carolyn Nowak. Apesar da ordem de publicação, recomento, para quem vai começar, a leitura da edição #13 primeiro, que é uma especial e conta como as meninas se conheceram em seu primeiro dia de acampamento. A partir desta, pode-se ir para a primeira, e assim seguir a ordem.

Em meio a essas perturbações do cotidiano das garotas, a autora Noelle Stevenson consegue com maestria trazer uma história simples, mas que preza acima de tudo o valor que damos às nossas amizades. As garotas, que se conhecem apenas no acampamento, criam laços fortes e significativos para a resolução de muitos problemas na trama.

Lumberjanesk5

Noelle foi destaque no mercado editorial em 2015 por ser uma das poucas quadrinistas femininas nos EUA que atuam hoje no mercado, uma das poucas em apostar em protagonistas femininas e inclusive uma das únicas mulheres a vencer o famoso Eisner Awards, maior prêmio dos quadrinhos estadunidenses. Lumberjanes vai ganhar uma adaptação para os cinemas e, além disso, a autora também já escreveu uma Graphic Novel chamada Nimona.

Observação: eu li todas as HQs em inglês, pois não encontrei versões em português ainda, à venda ou online. Gostaram da dica? Quem quiser pode nos deixar recomendações de outras Graphic Novels no estilo de Lumberjanes nos comentários!

lumberjanese3

Editora MSP e a nova Turma da Mônica

lacoscapa-770x458

Olá galera! Tudo bem com vocês? Hoje estou passando para apresentar para vocês um projeto excepcional do Maurício de Souza que me conquistou à primeira vista: as HQs da Graphic MSP. Trata-se de edições especiais de histórias com os personagens da Turma da Mônica redesenhados por designers famosos contratados pela editora do quadrinista que resultam em verdadeiras obras de arte. Todas as hitórias são escritas e ilustradas pelos designers e isso traz uma riqueza muito grande para o universo da Turma da Mônica, já que temos os personagens clássicos de nossa infância inseridos em enredos mais maduros, emocionantes e muito bonitos visualmente.

O sucesso dessa nova “fase” da Turma da Mônica é tão grande que, com a edição da ComicCon Experience este mês, uma das primeiras novidades do evento foi a notícia de uma adaptação nacional para o cinema da HQ “Laços”, que é uma dessas novas releituras de designers talentosos que redesenham os personagens da Turma da Mônica com seus traços pessoais e transformam em belíssimas histórias.

Lado-B-Turma-da-Mônica

“Laços” reúne Mônica, Cebolinha, Cascão e Magali se unindo para resgatar Floquinho, o cão de Cebolinha que fugiu de casa. A HQ é escrita e ilustrada por Vitor e Lu Cafaggi e tem uma narrativa serena e emocionante, sempre mantendo o eterno elo dos personagens e o humor encontrado nos quadrinhos clássicos. O filme, que será realizado em live action, ainda não teve data de estreia divulgada. Além de “Laços, a editora já lanços os títulos “Lições”, “Vida”, “Magnetar”, “Singularidade”, “Caminhos”, “Pavor Espaciar”, “Turma da Mata”, “Muralha”, “Ingá” e “Fuga”.

Laços-2

Gostaram desses novos visuais da Turma da Mônica? Cada grupo de personagens tem um ilustrador diferente e é possível procurar nas bancas e livrarias com qual você mais se identifica e encontrar mais trabalhos do designer que ilustrou. Se você conhece outros trabalhos de algum deles, deixe nos comentários sua indicação pra nós! Até a próxima!

 

Prosa de Cora

tumblr_static_8t74j063rsgssooo8kc8c4swgOi gente! Como vocês estão? No post de hoje vim indicar pra vocês um projeto encantador intitulado Prosa de Cora, nome este em homenagem a Cora Coralina, poetisa e contista brasileira, cuja autora é anônima. O mesmo espalha bons pensamentos que nos fazem refletir sobre a vida e sobre nós mesmos, nossas atitudes. Quanto as ilustrações, são todas muito amor, inclusive em algumas pode-se notar o uso de aquarela. Confiram abaixo um pouco desse projeto e inspire-se também!

cv

dc

ddf

ere

fc

lk

ok

ol

rf

rt

rtg

sd

sdd

tg

ui

Para quem gostou e quer receber energias positivas não deixem de acompanhá-la pelo instagram, facebook e/ou tumblr. O que acharam? Contem pra gente 😉

Risa Rodil

cats

Oi gente!
No post de hoje vim compartilhar com vocês o trabalho da artista filipina Risa Rodil, pelo qual estou apaixonada. Com 21 anos, formada em Multimedia Arts em De La Salle – College of Saint Benilde nas Filipinas, atua na área de ilustração, design gráfico e tipografia/lettering. Suas inspirações vêm de livros para jovens adultos como a série Divergente, Harry Potter, Jogos Vorazes e de autores como Esther Earl, John Green e Rainbow Rowell, além de filmes e séries. Confiram abaixo um pouco do trabalho dela.

2

3

cats

cats

Uma ilustração mais linda que a outra né?
Quem gostou pode acompanhar o trabalho da artista pelo seu portfólio, tumblr e instagram.